A ameaça que fez Maguire procurar um refúgio: "Tens 72 horas ou bombas serão detonadas..."

A ameaça que fez Maguire procurar um refúgio: "Tens 72 horas ou bombas serão detonadas..."
Redação

Central inglês e capitão dos red devils foi como que chantageado para se sentir forçado a abandonar Old Trafford

Alvo de ameaça de bomba, há dias, que o forçaou a deixar a habitação em Cheshire, Harry Maguire, defesa do Manchester United, recebeu um prazo de 72 horas para deixar o clube inglês ou, caso contrário, seriam ativadas três bombas no domicílio.

"O Harry e os companheiros recebem ameaças de morte frequentemente nas redes sociais, mas isto foi diferente. O email dizia que tinha instalado três bombas em sua casa e que tinha 72 horas para deixar o Manchester United ou seriam detonadas. Um ato de ódio e um abuso", disse, fonte próxima do central, ao "The Sun".

O jornal inglês, que revelou o conteúdo do e-mail recebido pelo agente de Harry Maguire, detalhou que o jogador, muito criticado nesta época pelo nível exibicional, mudou-se, por precaução, para uma área habitacional onde residem vários colegas.

Em 21 de abril, Maguire, enquanto estava no centro de treinos do Manchester United, foi informado de uma eventual ameaça de bomba e dirigiu-se para casa, onde estavam a mulher e as duas filhas. A polícia britânica realizou, depois, buscas no domicílio, com recurso a cães, mas não foi encontrado qualquer tipo de material explosivo.

O transtorno não terá demovido Maguire, dado que, entretanto, uma fonte próxima ao defesa internacional inglês garantiu, ao "The Sun", que este se recusa a deixar o Manchester United, clube que pagou mais de 80 milhões de euros pelo passe.