Imprensa inglesa arrasa Guardiola após derrota no Dragão: "Professor louco"

Imprensa inglesa arrasa Guardiola após derrota no Dragão: "Professor louco"

As opções do treinador espanhol para a final da Champions bastante criticadas.

O Manchester City perdeu a final da Liga dos Campeões frente ao Chelsea, por um golo sem resposta, e a imprensa internacional, sobretudo a britânica, não foi meiga com Pep Guardiola. O onze inicial apresentado pelo treinador espanhol é alvo de várias críticas. "Surpreendeu com a equipa inicial antes do grande jogo e, uma vez mais, a estranha experiência teve um resultado horrível", escreveu o Mirror.

Isto apenas para início de conversa. Os reparos feitos ao técnico são vários. "O catalão é o culpado pela desilusão na final", atira a mesma publicação. A BBC, por seu lado, apontou: "Guardiola não pode esconder a responsabilidade depois de uma tática que fracassou. De forma surpreendente, não utilizou Rodri ou Fernandinho como médio defensivo", observa.

O The Sun também não poupa nas críticas. "Decidiu que uma final da Champions era o momento adequado para fazer uma das suas experiências de professor louco", pode ler-se, referindo-se ao facto de os citizens não terem apresentado um médio defensivo e um avançado de raiz [Gundogan e De Bruyne fizeram esse papel]. "Foi superado por completo", refere.

"Guardiola encontrou uma nova forma de perder", escreve o Guardian.