Inédito: humilhado na Noruega, Mourinho nunca sofrera uma derrota assim

Inédito: humilhado na Noruega, Mourinho nunca sofrera uma derrota assim
Redação/H.L.

Até ao jogo relativo à Conference League, diante do Bodo/Glint, o pior desaire do técnico setubalense ocorrera em novembro de 2010, quando foi goleado pelo Barcelona num 'El Classico'

A retumbante e surpreendente derrota da Roma na visita ao modesto Bodo/Glint, por 6-1 (!) originou uma efeméride na carreira de José Mourinho. O técnico português nunca havia orientado uma equipa que sofresse seis golos num único jogo, pelo que foram precisos 1008 disputados para averbar um resultado tão pesado.

Esta goleada foi, dados os números expressivos, uma das piores derrotas de Mourinho desde que se tornou treinador principal. Até aqui, o pior desaire do técnico setubalense ocorrera em novembro de 2010, quando foi goleado pelo Barcelona, por 5-0, em Camp Nou, numa altura em que treinava o Real Madrid.

O Bodo/Glimt, estreante numa fase de grupos de uma competição europeia, conseguiu, com este resultado histórico, "nivelar-se" ao Barcelona então orientado por Guardiola por ter levado a melhor sobre Mourinho por uma diferença de cinco golos.

De resto, Mourinho, em mais de dez anos de carreira, só por uma vez tinha perdido por mais de três golos de diferença, quando, em 23 de outubro de 2016, foi derrotado, por 4-0, no reduto do Chelsea, ao comando do Manchester United.

Efeméride à parte, a Roma, além de ter sido cilindrada em solo norueguês, perdeu também a liderança do grupo C da Conference League, sendo destronada precisamente pelo Bodo/Glimt, que soma agora sete pontos, mais um do que os giallorossi.