WBA pediu adiamento ao Sporting para pagar Matheus Pereira

WBA pediu adiamento ao Sporting para pagar Matheus Pereira
Bruno Fernandes/Rui Miguel Gomes

Tópicos

Cláusula de compra obrigatória foi acionada quando o extremo atingiu os 32 jogos com a camisola dos "baggies". SAD acolheu os argumentos apresentados pelos homólogos britânicos.

A cláusula de compra obrigatória do passe de Matheus Pereira por parte do West Bromwich Albion foi acionada quando o extremo completou o 32.º jogo pelo emblema inglês, porém, segundo O JOGO apurou, os seus dirigentes fizeram questão de comunicar ao elenco presidido por Frederico Varandas que não poderiam desembolsar de imediato a verba decorrente da operação.

Foram, assim, 10 milhões de euros (M€) que ficaram pendurados na transação, sendo tal facto explicado pelo impacto financeiro que a pandemia covid-19 tem tido na sociedade, em particular no futebol e nos aspetos financeiros a eles associados. Naturalmente que em Alvalade, pese a justificação plausível, este facto provocou constrangimentos financeiros à sociedade que gere o futebol profissional.

Aliás, diga-se, o West Bromwich Albion é um dos clubes, como revelou o vice-presidente e administrador da SAD com o pelouro das finanças, Francisco Salgado Zenha, sem identificar o nome do mesmo, que não conseguiu cumprir o acordado com os leões, isto quando foi conhecida a falta de pagamento do técnico Rúben Amorim ao Braga nos prazos acordados para o efeito.

Zenha deu mesmo o exemplo desses casos para justificar a medida adotada com o caso do novo treinador dos leões. "Tenho clientes que me estão a falhar pagamentos. Uns há meses, outros desde a pandemia e outros que já me disseram que, na posterioridade, querem alterar condições assinadas", disse então, no passado dia 16. A estrutura diretiva da SAD, essa, acolheu os argumentos expostos, até porque as relações entre os dois clubes são boas e ficou subjacente o compromisso de que a liquidação da verba referida será feita assim que o WBA tiver condições económicas para o fazer, concretamente num cenário de desejada retoma competitiva: algo que é esperado nos próximos dois meses.

Certo é que a mudança de Matheus Pereira vai mesmo ser consumada para a formação que ocupa a segunda posição no Championship, ele que tem sido uma das principais figuras dos Baggies na época que ainda não findou. O extremo luso-brasileiro conta com seis golos nos 2620 minutos cumpridos em 34 jogos, isto incluindo um duela para a Taça de da Liga inglesa. A transferência do montante é que vai demorar um pouco mais, acentuando negativamente a capacidade de manobra dos dirigentes leoninos.