Sérgio Oliveira começa a pagar a aposta de Conceição

Sérgio Oliveira começa a pagar a aposta de Conceição

Titular no Mónaco e em Alvalade, o médio tem justificado a aposta. Sérgio Conceição acredita que este pode ser o ano de Sérgio Oliveira e preparou-o de forma a não queimar etapas.

Sérgio Oliveira respondeu com duas boas exibições à aposta que Sério Conceição fez nele ainda na pré-temporada. Apesar de só ter feito a estreia no dia 26 de setembro, o treinador do FC Porto confiou desde o início no valor do médio e deu-lhe conta disso mesmo ainda na pré-temporada, altura em que lhe fez ver que ainda vai a tempo de ser um jogador de topo, com potencial, inclusive, para ser chamado à seleção A.

Aos 25 anos, e numa altura em que a carreira de Sérgio Oliveira até podia estagnar, o centrocampista tem a confiança do treinador do FC Porto, que lhe deu o seu exemplo como incentivo, recordando que também ele andou emprestado a vários clubes antes de se afirmar definitivamente no FC Porto e de singrar na alta roda do futebol.

O médio recebeu esse voto de confiança ainda na pré-época, altura em que ficou a saber que iria ficar no plantel, apesar de ter alguns clubes interessados. O treinador acredita que este pode ser o ano de Sérgio Oliveira, mas não quis queimar etapas, trabalhando as vertentes táticas e físicas de forma que o médio pudesse dar uma grande resposta a partir do momento em que passasse a ser aposta na equipa principal. Foi o que aconteceu no Mónaco, num jogo de elevada importância e de grande dificuldade, não só pelo valor do adversário, mas também porque o FC Porto precisava de recuperar os três pontos perdidos em casa com o Besiktas. A resposta no principado não podia ter sido melhor e a aposta manteve-se no jogo seguinte, novamente com um grau de dificuldade elevado, em Alvalade. Mais uma boa exibição e uma prova inequívoca que podem contar com ele.

A aposta no médio começa a ser paga e Sérgio Oliveira vai ganhado o seu espaço, apesar de a concorrência ser forte. Herrera, Óliver e Otávio, sem esquecer André André, são concorrentes de peso, mas o antigo internacional sub-21 português tem demonstrado que garante uma boa circulação de bola, remates de meia distância, boa consciência tática que lhe permita ajudar a defender e atacar, além de ser um exímio marcador de livres.

Fez apenas seis jogos no Nantes

A admiração de Sérgio Conceição pelas qualidades de Sérgio Oliveira não são de agora. Ainda na época passada, quando treinava o Nantes, o técnico recebeu o médio português por empréstimo do FC Porto. O azar, contudo, bateu-lhe à porta. Uma lesão num joelho impediu-o de jogar com maior regularidade. Fez apenas seis jogos pelos canários, mas nunca foi titular, tendo até entrado sempre na última meia hora. O grande momento que a equipa atravessava também não facilitou em nada a primeira aventura de Sérgio Oliveira no estrangeiro.