Sérgio Conceição garante: "Eu nunca serei um problema no FC Porto"

Sérgio Conceição garante: "Eu nunca serei um problema no FC Porto"

Treinador do FC Porto diz que gosta "demasiado do clube para ser um problema".

Análise do jogo com o Krasnodar: "É ingrato, cruel, sofrer golo aos dois minutos. Falta de atenção, o segundo golo nasce de dois ou três ressaltos e da transição do adversário. Não devíamos sofrer esse golo. O Krasnodar, na terceira vez, o lateral está fora, o Díaz está a compensar e a partir daí fica difícil. Penso que os jogadores reagiram de forma fantástica, uma segunda parte acima da média, no acreditar, no crer, com pouco discernimento mas com convicção de que podíamos dar a volta a uma primeira parte muito ingrata".

Sentimento após eliminação: "Aqui, sintonia total. O presidente sabe que está à vontade comigo, em falarmos o que é necessário falar. Cheguei aqui e não ganhávamos nada há quatro anos. Fomos campeões, ganhámos a Supertaça, chegámos às finais da Taça e da Taça da Liga, oitavos da Champions no primeiro ano, quartos no segundo ano. Completamente à vontade. Nós, grupo de trabalho e equipa técnica, algum jogador que possa sair, é um discurso que podemos ter. Eu nunca serei um problema no FC Porto. Gosto demais no FC Porto para ser um problema. O ambiente de intoxicação que têm criado em redor da equipa é inédito. Tem sido incrível. Não foi por isso que perdemos hoje, foi por erros meus, os meus jogadores deram uma resposta fantástica. Uma primeira parte ingrata. Estou aqui com toda a força do mundo. Isto depende daquilo que o presidente quer para a equipa. Estamos assim [junta as mãos em sinal de união]. É preciso que os adeptos sintam isso. Compreendemos a tristeza e desilusão dos adeptos, é a mesma que a nossa. Falo da equipa, da equipa técnica, da estrutura".