"É um privilégio dar-me com esta malta do futebol, muitos deles com bom gosto"

"É um privilégio dar-me com esta malta do futebol, muitos deles com bom gosto"
Carlos Manuel Lopes

Tópicos

Paulo Battista comemorou 20 anos de carreira e juntou perto de uma centena de amigos do mundo do futebol, da música e de outras áreas da sociedade.

Paulo Battista, notório alfaiate português, conhecido pelo seu fervor clubístico ao Sporting e por confecionar a indumentaria de muitos futebolistas portugueses, reuniu ontem cerca de uma centena de amigos, muitos ligados ao futebol e à música, para celebrar os seus 20 anos de carreira e simultaneamente lançar o seu novo Gin com sabor abaunilhado, envelhecido em carvalho francês.

Entre as muitas personalidades que marcaram presença no evento que decorreu no stand de uma conhecida marca de automóveis, em Carnaxide, marcaram presença o antigo árbitro Pedro Henriques, bem como André Almeida e Pizzi, jogadores do Benfica, João Matos, jogador de futsal do Sporting e da Seleção, Chaínho, Nélson Pereira e Dani, antigos jogadores de FC Porto e Sporting, respetivamente. Do mundo musical, entre outro, Matay e o clã Carreira também marcaram presença, com Tony a surgir ladeado dos filhos Mickael e David.

O "menino" que estudou arte, mas que por paixão acabou como alfaiate, não escondeu a emoção de contar com a presença de tantos amigos. "Foram 20 anos difíceis, mas graças a vocês aqui estou a fazer o que mais gosto. Afinal era mesmo a minha paixão. O meu primeiro cliente foi o Manuel Luís Goucha e à data de hoje estou a terminar o fato do Tony Carreira", recordou.

"É um privilégio dar-me com esta malta do futebol, muitos deles com bom gosto por serem, como eu, sportinguistas", disse. Um dos que marcou presença foi Nélson Pereira, antigo guarda-redes leonino que fez questão de homenagear Paulo Battista, exibindo um fato por ele confecionado. "Sei o que lhe custou para subir e chegar a este ponto, fazendo uma carreira consistente, num mundo difícil como é o mundo da moda. É sem dúvida um grande alfaiate. Toda a gente que veste a sua roupa, sabe que é um trabalho minucioso, feito com paixão", sublinhou.

Outro sportinguista que fez questão de elogiar Paulo Battista foi o internacional português de futsal, João Matos. "O que nos uniu nem foi a profissão dele, mas antes o nosso amor ao Sporting. Somos ambos doentes pelo clube. Foi essa a nossa primeira ligação e desde aí, criámos uma relação de amizade", revelou.