Portugueses extraordinários - 7.º lugar: Fernando Pimenta, a centena do melhor do ano

Portugueses extraordinários - 7.º lugar: Fernando Pimenta, a centena do melhor do ano
Catarina Domingos

O JOGO selecionou 12 atletas e equipas como autores das maiores proezas do ano e os leitores votaram nas suas preferidas em www.ojogo.pt. Fernando Pimenta (canoagem) ficou em sétimo com 6,2 por cento dos votos.

Em setembro, na Hungria, Fernando Pimenta arrecadou três medalhas na Taça do Mundo: ouro em K1 1000 metros, prata em K1 500 e ouro em K1 5000. Era o único evento internacional da temporada, e valia dois feitos de uma vez só, pois o atleta do Benfica voltava a ser o melhor mundial do ano e chegava à impressionante marca de 100 pódios internacionais na carreira.

Com 31 anos, o melhor canoísta português de todos os tempos começou a ganhar em 2005 (ouro no K4 500 do Festival Olímpico da Juventude) e, daí para cá, com a exceção de 2006 e 2008, teve pódios todos os anos, incluindo 13 medalhas em Campeonatos do Mundo, 24 em Campeonatos da Europa, quatro em Jogos Europeus, duas em Universíadas e a prata olímpica no K2 1000 dos Jogos de Londres"12 , juntamente com Emanuel Silva.

O feito de Szeged, onde a canoagem é modalidade-rainha, foi o consolo num ano que seria de Jogos Olímpicos, aqueles em que se espera, agora no próximo verão, ver o limiano no pódio de Tóquio. A aplicação dele é tanta que há semanas, quando foi pai, estava... a treinar!

Feitos em 2020
Centésima medalha internacional e melhor mundial do ano

Ambição para 2021
Título olímpico em K1 1000 metros