Nadadora turca pisou bandeira da Rússia e é atacada: "Repugnante"

Nadadora turca pisou bandeira da Rússia e é atacada: "Repugnante"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação

Viktoria Gunes, de origem ucraniana, está no centro de uma nova polémica.

Um ato da nadadora turca Viktoria Zeynep Gunes, de origem ucraniana, está no centro de uma nova polémica, depois de ter publicado uma fotografia [ver na galeria acima] onde aparecia a pisar a bandeira da Rússia, a qual entretanto apagou.

O Ministro do Desporto russo, Dmitry Shvishev, prontamente reagiu ao sucedido, considerando a atitude "repugnante" e pedindo um castigo para a nadadora.

"É algo realmente repugnante. Gostaria que a Federação Internacional de Natação (FINA), assim como outras organizações relevantes, castigassem a nadadora por este comportamento", começou por dizer.

"Os nossos atletas já foram punidos pelas suas atitudes e aqui temos uma verdadeira manifestação de nacionalismo a um país. Tais provocações devem ser castigadas independentemente do país a que se dirijam ou do país que represente a atleta que as faz", concluiu Shvishev.

Aos 15 anos, Viktoria Gunes deixou a Crimeia, tendo emigrado para a Turquia na sequência do conflito com a Rússia. A nadadora já havia explicado o "medo" que sentiu nessa altura.

"Estávamos em Yalta quando os russos chegaram. Estávamos com muito medo. Voltámos imediatamente para Poltava e começámos uma nova vida. Acabámos por descobrir que a piscina onde eu nadava em Kiev era radioativa", afirmara a nadadora, que recentemente competiu nos Jogos de Tóquio'2020, com a bandeira turca.