Sporting insiste: "O Pepe faz aquilo que já o vimos fazer noutros campeonatos"

Sporting insiste: "O Pepe faz aquilo que já o vimos fazer noutros campeonatos"

Declarações do porta-voz leonino, Miguel Braga na Sporting TV

"É difícil não falar da arbitragem", foi assim que Miguel Braga, porta-voz do Sporting, começou a análise à arbitragem do Sporting-FC Porto, clássico que terminou empatado a um golo. "Acho que o Nuno Almeida não teve influência no resultado, foi um jogo difícil. Tentou controlar o jogo. Houve erros para um lado e para o outro e consigo viver em paz com isso", disse.

"O que me deixa bastante inquieto é o lance capital do jogo, cuja responsabilidade é inteira do VAR. O Pepe faz aquilo que já o vimos fazer noutros campeonatos e noutros lances. Vemos o Pepe a cerrar os dentes... Neste futebol português há sempre interpretação subjetiva. É tão óbvio que é um total absurdo existir uma pessoa que tem um assistentes e 16 televisões, que estas imagens lhe passem à frente e considere perfeitamente normal", acrescentou Miguel Braga.

"Acho inquietante que exista uma cartilha de ex-árbitros que venham para a comunicação social tentar mostrar uma realidade paralela que não existe, dizem que o Coates teve culpa porque estava a agarrar no braço do Pepe parece que estão a gozar com a nossa mão ou com a do Coates. É surreal. Há um corporativismo perigoso e muito pouco honesto. Fechou a mão, cerrou os dentes e deu-lhe um murro nos queixos. é uma tentativa de agressão em qualquer parte do mundo", concluiu

Sobre o facto do Sporting ter enviado à Comissão de Instrutores (CI) da Liga Portugal um pedido para que seja elaborado um auto de flagrante delito a Pepe, Miguel Braga disse: "A expetativa é que seja reposta alguma justiça. Não é o Sporting a querer castigar o Pepe, é o Sporting a não querer ser mais penalizado do que já foi"