Quinze milhões ou nada feito: Palhinha pode mesmo ficar no Sporting

Quinze milhões ou nada feito: Palhinha pode mesmo ficar no Sporting
Rui Miguel Gomes

Tópicos

Negociações com o CSKA de Moscovo foram interrompidas, porque o emblema russo nunca chegou ao patamar financeiro desejado pelo elenco de Frederico Varandas. Ingleses à espreita.

Os últimos dias mudaram substancialmente aquela que era a perspetiva dos dirigentes leoninos e do próprio técnico Rúben Amorim no que ao enquadramento de João Palhinha diz respeito.

Segundo O JOGO apurou, em Alvalade já se olha para a possibilidade de o médio-defensivo permanecer no plantel como algo "muito provável" face ao que era esperado e desejado há uns dias atrás quando este esteve a ser negociado com o CSKA de Moscovo, que, diga-se, nunca mostrou intenção de oferecer os 15 milhões de euros (M€) pedidos pelo elenco diretivo liderado por Frederico Varandas. Aliás, perante o atual quadro, caso não chegue qualquer oferta que atinja o patamar financeiro desejado, João Palhinha ficará mesmo no plantel principal do clube.

Vamos por partes. A rotura negocial colocou os dirigentes leoninos perante um cenário de possível continuidade do jogador, ainda que falte um mês para o fecho da janela de mercado, algo que, de acordo com informações recolhidas pelo nosso jornal, até está a ser visto por Rúben Amorim como positivo. Tudo porque o treinador entende que nas unidades de meio-campo que estão ao seu dispor com características mais defensivas, concretamente Matheus Nunes, Rodrigo Fernandes ou até mesmo Doumbia, a capacidade para efetuar as desejadas compensações e equilíbrios ainda estão longe do pretendido. Rúben Amorim quer mais consistência na posição, sobretudo maior agressividade e inteligência futebolística no desempenho dessas funções, daí que olhe para João Palhinha como uma solução que pode ser importante no desenho tático que pretende para a sua equipa, o 3x4x3 que tem vindo a ser implementado e que o atleta de 25 anos bem conhece face ao que ambos partilharam na última temporada e Braga.

Perante estes dados, Rúben Amorim deu luz verde à integração, ele que chegou a treinar-se à parte do plantel que seguiu para o estágio de pré-época em Lagos, no Algarve, e na primeira oportunidade, em termos competitivos, lançou-o no encontro. Anteontem, perante o Valladolid, João Palhinha foi chamado no decurso da segunda parte e apresentou-se em bom plano. Resta saber o que o mercado irá ditar. O Sporting, como é sabido, necessita de efetuar mais valias com a transferência de atletas, estando Acuña na linha da frente, e, de acordo com informações recolhidas pelo nosso jornal, a possibilidade de o CSKA de Moscovo voltar a insistir na contratação é real, sabendo-se igualmente que o médio está a ser considerado por emblemas ingleses.