Zaidu tornou a Nigéria portista: "Digo a muita gente para ver a nossa equipa"

Zaidu tornou a Nigéria portista: "Digo a muita gente para ver a nossa equipa"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Carlos Gouveia

Tópicos

Defesa ofereceu uma camisola ao governador Bagudu que se referiu ao FC Porto como "a nossa equipa" e a Zaidu como tendo uma história lendária que é um exemplo para a juventude do país

O FC Porto ganhou, à custa da contratação de Zaidu, mais de três milhões de adeptos na Nigéria. Depois de uma época ao mais alto nível, com direito a estreia a marcar na Liga dos Campeões, prova onde travou duelos com os maiores craques, o lateral esquerdo tornou-se numa estrela em Kebbi, a sua cidade natal e onde está a passar férias.

Esta semana, Zaidu foi recebido na residência oficial do governador local, a quem ofereceu uma camisola do FC Porto e outra da seleção, e este garantiu que todos na região torcem pelos dragões. "Estás a elevar o nome de Kebbi, mas também o da Nigéria. És ainda mais popular do que o governador. Estamos muito satisfeitos por estares a motivar os jovens a serem como tu. Por tua causa, atualmente somos todos adeptos do FC Porto e é uma honra receber-te", começou por dizer Abubakar Atiku Bagudu, líder político desta região nigeriana que tem mais de três milhões de habitantes.

Bagudu destacou ainda o percurso do lateral esquerdo que passou do Campeonato de Portugal ao FC Porto em apenas dois anos.

"A disciplina, o trabalho árduo e a competitividade foi o que te levou à posição que ocupas agora. És um exemplo que queremos que nossos jovens aspirem. A tua história é lendária. Sempre que o FC Porto joga mando mensagens a muita gente a dizer para verem a nossa equipa", atirou o governador de Kebbi a quem Zaidu agradeceu o convite mas sobretudo por se "preocupar com os jovens e lhes proporcionar condições para praticarem desporto", apelando ainda a que continue a apostar em infraestruturas que permitam a prática do futebol.

Vai ter concorrência em 2021/22

Depois de uma época em jogou como nunca - foram 41 jogos pelo FC Porto e mais cinco ao serviço da seleção da Nigéria -, Zaidu acusou o desgaste e terminou lesionado. O plantel portista não tinha mais nenhum lateral esquerdo de raiz - Manafá e Sarr foram deslocados para lá por necessidade - e Sérgio Conceição quer corrigir isso em 2021/22, acrescentando um elemento que faça concorrência e seja alternativa ao ex-Santa Clara. Pezzella, do Parma, é um dos jogadores referenciados pela SAD portista, mas ainda não foi feita qualquer oferta, até porque há outros nomes em estudo.