Vitinha confia na vitória do FC Porto e fala de Neymar, "um 'cara' muito porreiro"

Vitinha confia na vitória do FC Porto e fala de Neymar, "um 'cara' muito porreiro"

Médio foi titular no PSG contra a Juventus e falou à TNT Sports sobre o duelo do seu antigo clube esta quarta-feira contra o Atlético de Madrid, para a Liga dos Campeões, aludindo ao confronto no Civitas Metropolitano da última época

O jornalista brasileiro Arthur Quezada, da TNT Sports, falou com Vitinha, no final do jogo entre o Paris Saint-Germain e a Juventus, e o ex-FC Porto falou da confiança no triunfo dos dragões esta quarta-feira frente ao Atlético de Madrid, num início de conversa ainda informal, mas que ficou registado em vídeo.

A conversa entre o jornalista e Vitinha começou pela residência do brasileiro. "Vivo no Porto, acompanhei-te lá um 'tempão'", atirou Arthur Quezada. Vitinha aproveitou a deixa para falar do FC Porto. "Espero que ganhem amanhã [hoje, quarta-feira]. No ano passado íamos ganhando e merecíamos. Eu acredito na vitória", respondeu Vitinha, aludindo ao empate de 2021/22 no Civitas Metropolitano (0-0, depois o FC Porto perdeu no Dragão, por 3-1).

Os temas que se seguiram no diálogo pós-jogo foram a adaptação ao PSG e o convívio com o craque brasileiro Neymar. "Não posso esconder que fico muito feliz, jogar neste clube enorme é um sonho realizado. Felizmente cheguei e receberam-me muito bem, tudo ficou mais fácil em campo quando fora de campo me ajudam. Correu bem, encaixei bem na equipa, nas rotinas, mas quero melhorar sempre. Sinto que posso fazer ainda mais e é para isso que vou trabalhar, eu e a equipa. Neymar? Toda a gente sabe que é dos melhores jogadores do mundo. Não sabia o que esperar dele quando cheguei, mas fala português, fica mais fácil e recebeu-me muito bem, como o Marquinhos e como todos, na verdade. É um 'cara' muito porreiro, é muito fácil de se dar com ele e passa a ser muito normal estar com ele e com todos os outros", comentou Vitinha, com a alegria natural de ter sido titular e jogador em destaque no triunfo do PSG sobre a Juventus (2-1).

A terminar, abordou o eventual favoritismo para vencer a Champions e recordou o pensamento do técnico Christophe Galtier: "Como disse o treinador, não vamos dizer que somos favoritos. Queremos ganhar e disso não temos nenhuma dúvida, estamos muito mais perto de vencer a Champions quando fazemos jogos como este e os ganhámos. Podemos melhorar, ainda não foi um jogo perfeito, mas foi um jogo capaz da nossa parte. Ainda vamos melhorar e eu vou melhorar também."