Árbitro assistente do Sporting-FC Porto conta episódio com Toni Martínez: "Enorme atitude"

Lisboa, 11/09/2021 - O Sporting Clube de Portugal recebeu esta noite o Futebol Clube do Porto no Estádio de Alvalade em Lisboa, em Jogo a contar para a quinta jornada da Primeira Liga 2021/22. Toni Martinez; Sebastián Coates ( Pedro Rocha / Global Imagens )

 foto Pedro Rocha / Global Imagens

Toni Martínez, avançado do FC Porto, protestou com um fotógrafo que estava a fotografar um adepto ferido no Sporting-FC Porto.

André Campos, árbitro assistente no Sporting-FC Porto, partilhou, nas redes sociais, um episódio a envolver Toni Martínez, avançado dos dragões, aquando da queda de um adepto leonino numa das bancadas do Estádio de Alvalade.

O juiz disse ter-se apercebido de uma "discussão acesa" numa zona onde os jogadores do FC Porto aqueciam - junto à linha de fundo -, tendo constatado, depois, que o avançado espanhol estava indignado com um dos fotógrafos por estar a tirar fotografias ao adepto ferido.

"Talvez eu não me devesse meter nisto, mas como as atitudes boas são de louvar, vou aqui contar um 'pormaior' que ainda não vi retratado em lado nenhum (provavelmente porque ninguém reparou...). Passados um minuto ou dois, após o golo do Sporting, reparei que os jogadores do Porto (que já estavam a aquecer atrás de mim...) se pegaram numa discussão acesa com alguém, junto à linha de baliza. Julguei que tivesse acontecido o que é mais normal nestes momentos: uma boca foleira ou que alguém tivesse atirado alguma coisa. Assim que o jogo parou, dirigi-me para lá, na tentativa de os acalmar (o que até fez com que o reinício demorasse um pouco mais...) e percebi que eles estavam furiosos com um fotógrafo atrás dos painéis publicitários. Sem perceber bem o motivo, lá os consegui demover e foi nesse momento que o Toni Martínez (claramente o mais furioso e impetuoso...) me disse: "Caiu um adepto lá de cima e ele está a tirar fotografias ao rapaz!!!", contou André Campos no Facebook.

"Foi nessa altura que olhei de soslaio para a bancada vazia e vi as equipas médicas a chegar (eu nem tinha dado por nada...). Um adepto que não é da equipa dele. Num estádio que não é da equipa dele. Num país que não é o dele. Que enorme atitude!", comentou o árbitro assistente.