Braga arruma a casa: dois laterais de saída, mas só um a título definitivo

Braga arruma a casa: dois laterais de saída, mas só um a título definitivo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SAD arsenalista já começou a planear a próxima temporada e as alas da defesa vão sofrer alterações.

O Braga já começou, há muito, a planear a próxima temporada e a estruturar o plantel. Uma das certezas para 2019/20 é que Ailton não vai fazer parte do grupo de trabalho, uma vez que os responsáveis da SAD bracarense já decidiram que não vão exercer a opção de compra sobre o jogador brasileiro de 24 anos que no verão do ano passado foi emprestado pelos alemães do Estugarda. Encontrar um jogador que possa fazer uma concorrência mais apertada a Sequeira pela posição de lateral-esquerdo é uma das prioridades dos dirigentes do Braga. Tal como O JOGO escreveu na edição impressa de terça-feira, Yuri Ribeiro, jogador do Benfica, é uma das possibilidades em estudo, uma entrada no plantel que seria incluída na eventual transferência de Dyego Sousa para a Luz.

Depois de analisar o rendimento de Ailton no Estoril em 2016/17, o Braga tinha enormes expectativas no lateral brasileiro, mas a verdade é que este não foi capaz de convencer Abel Ferreira, tendo sido titular em apenas três jogos, dois para o campeonato e um para a Taça da Liga.

Também Diogo Figueiras não vai continuar no Braga. O lateral-direito tem contrato com os arsenalistas até 30 de junho de 2022, mas a irregularidade evidenciada ao longo de toda esta época (quatro jogos, tantos como em 2017/18) motiva a intenção de encontrar uma solução para a próxima temporada. Os bracarenses procuram assim um clube onde o jogador contratado em 2017 ao Olympiacos possa evoluir, com a certeza de que será por empréstimo.