Braga apresenta prejuízo de 644 mil euros na época 2020/21

Braga apresenta prejuízo de 644 mil euros na época 2020/21
Redação

Tópicos

O Braga divulgou o relatório e contas relativo à temporada 2020/21, que finalizou com um resultado negativo de 644 mil euros.

O Braga divulgou, esta quarta-feira, o relatório e contas referente à temporada 2019/20, em que o clube terminou com um resultado líquido negativo de 644 221 euros.

Numa nota divulgada no site oficial, o emblema arsenalista refere que "num exercício de complexidade extrema, impactado de forma transversal pelo contexto epidemiológico vivenciado", alcançou um resultado líquido individual positivo de 36 mil euros, que, "por via da incorporação dos resultados das suas participadas (em particular da Sporting Clube de Braga - Futebol SAD)", caiu para os 644 mil euros.

O Braga reitera que o período de 2020/21 ficou marcado "por um incremento de dispêndios diretamente conexos com a prevenção e rastreamento da covid-19, mas também por uma contração significativa dos principais canais de receita dos clubes, nomeadamente ao nível de patrocínios/publicidade e da receita auferida pela prática desportiva nos escalões formativos das diversas".

No exercício anterior, relativo a 2019/20, o clube apresentou um lucro individual de 495 mil euros, que, por via da incorporação dos resultados da sua participada, Sporting Clube de Braga - Futebol SAD, permitiu atingir um resultado líquido do exercício de 8,6 milhões de euros, o maior de sempre da sua história, e um EBITDA de 9,3 milhões de euros (ME).

O passivo desceu de 20,2 ME para 19,6 ME e o ativo do clube desceu dos 30,9 ME para os 29,6 ME.

"Ultrapassado um dos mais exigentes exercícios da sua história centenária, o Sporting de Braga apresenta fundos patrimoniais superiores a 10 ME, grandeza que espelha a robustez assinalável da sua situação patrimonial", frisa o clube.

O relatório e contas do clube será apresentado e votado em assembleia-geral dos sócios no dia 30 de outubro, sábado, às 09:30, no Forum Braga.

No que diz respeito à SAD, recorde-se que os acionistas aprovaram o relatório e contas de 2020/21 por unanimidade.