Vieira não desiste de Jorge Jesus: o fator que pode possibilitar o regresso ao Benfica

Vieira não desiste de Jorge Jesus: o fator que pode possibilitar o regresso ao Benfica
Sérgio André/Vítor Rodrigues

Tópicos

Luís Filipe Vieira tem vários alvos para o lugar de Bruno Lage, como Unai Emery, mas ainda não desistiu do seu sonho.

Continua indefinido o dossiê que Luís Filipe Vieira tem em mãos e que permitirá a escolha do sucessor de Bruno Lage.

Vários são os nomes avaliados e, depois da recusa de Maurício Pochettino, ex-treinador do Tottenham, o presidente dos encarnados, com a colaboração do empresário Jorge Mendes, aponta a Unai Emery, ex-técnico do Arsenal, e ainda mantém vivo um sonho, contratar Jorge Jesus.

De facto, e segundo O JOGO apurou, o nome do antigo treinador do Benfica ainda não perdeu força nas cogitações de Luís Filipe Vieira, que vê nos efeitos da pandemia nas competições internacionais uma janela a abrir-se no sentido de potenciar o eventual regresso de Jorge Jesus à Luz. Em causa está o reinício do campeonato brasileiro, ainda não totalmente definido mas apontado para o dia 8 de agosto, mas é a Taça dos Libertadores da América que tem o peso decisivo.

Segundo apurámos, Jesus envolveu-se diretamente na construção do plantel do Flamengo e, sobretudo, na continuidade das suas principais figuras. Prendeu assim Gabigol, Bruno Henrique e Gerson, trio muito cobiçado, com o desafio de se sagrarem campeões do mundo de clubes, final que perderam para o Liverpool, mas que pretendem vingar. O acesso é garantido pela conquista da Libertadores, cuja retoma está envolta em grandes interrogações, sendo até apontado para ter as finais em fevereiro de 2021.

Caso seja anulada, os objetivos do Flamengo serão reavaliados. Não só Jesus ficaria livre do seu compromisso, como não seria realista o emblema do Rio segurar mais tempo as suas pérolas que estão muito valorizadas nesta fase. Esta é, assim, uma janela que poderá permitir que Luís Filipe Vieira concretize o seu sonho de voltar a ver Jesus a comandar o plantel, principalmente em ano de eleições presidenciais no Benfica.