Covid-19: Fábio Cera, antigo ciclista do Benfica, morre aos 36 anos

Covid-19: Fábio Cera, antigo ciclista do Benfica, morre aos 36 anos
Redação com Lusa

Tópicos

Fez parte do último projeto de ciclismo do clube lisboeta, findado em 2008. Estava internado no Hospital Santa Mónica devido à covid-19 e acabou por não resistir.

O antigo ciclista do Benfica Fábio Cera morreu no passado domingo, aos 36 anos, no Brasil, na sequência de complicações devido à covid-19, anunciou o clube, esta terça-feira, endereçando condolências à família do malogrado atleta.

"Neste momento de tristeza e de pesar, o Sport Lisboa e Benfica endereça sentidas condolências aos familiares e amigos do nosso ex-ciclista, que, na segunda-feira, dia 19 de julho, foi sepultado em Vila Velha, no estado do Espírito Santo", refere o Benfica em comunicado.

O ciclista português integrou a equipa do Benfica no último projeto de ciclismo do clube, que acabou em 2008. Fábio Cera estava internado no Hospital Santa Mónica devido à covid-19 e acabou por não resistir.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.100.352 mortos em todo o mundo, entre mais de 190,8 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.219 pessoas e foram registados 935.246 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.