Ricardo Costa vai treinar o Sporting e terá Martim e Kiko na equipa

Ricardo Costa vai treinar o Sporting e terá Martim e Kiko na equipa
Carlos Flórido/Rui Guimarães

Tópicos

Os leões, não perdoando ao FC Porto a contratação de Pedro Valdés, revolucionaram a equipa: Ricardo Costa rende Rui Silva como técnico, Martim Costa entra para central e Kiko Costa é o novo esquerdino

Os irmãos Martim e Francisco Costa, de 18 e 16 anos respetivamente, são considerados dois dos mais promissores talentos do andebol português e trocaram o FC Porto pelo Sporting, que pagou as suas cláusulas de rescisão - 150 mil euros pelo mais velho, que joga a central ou lateral-esquerdo, e 100 mil pelo benjamim, um canhoto que faz a lateral direita e a ponta.

Os dois jovens portuenses vão acompanhar o pai, Ricardo Costa, que aos 44 anos deixou a Artística de Avanca para orientar de novo um grande, depois de dois períodos no FC Porto - como adjunto de Obradovic em 2012/13, como treinador principal entre 2015 e 2017.

De Alvalade sai o técnico Rui Silva, dispensado semanas depois de ter sido convidado a renovar.

A pequena revolução no plantel do Sporting, que agora tem Carlos Carneiro como diretor, foi uma resposta à contratação de Pedro Valdés por parte do FC Porto, também pagando a cláusula de rescisão - 150 mil euros. Não sendo decisivos no plantel atual de Magnus Andersson - o mais novo estava mesmo emprestado ao Avanca -, os irmãos Costa eram duas das grandes apostas de futuro, depois de terminarem a formação no Colégio dos Carvalhos e no FC Gaia já com ligações aos portistas.

Para o Sporting, os dois irmãos também deverão ser encarados como talentos a evoluir, pois o plantel já tinha várias opções tanto entre os esquerdinos como para centrais (os espanhóis Carlos Ruesga e Natan Suarez, mais a promessa André José, vinda do ABC) ou laterais-esquerdos (Salvador Salvador e Edmilson Araújo).

A aposta na família Costa, no entanto, tinha um segundo sentido: a vingança está consumada.