Rui Jorge sem dúvidas: "O Vitinha é um jogador tremendo"

Rui Jorge sem dúvidas: "O Vitinha é um jogador tremendo"
Francisco Sebe/Melo Rosa

Tópicos

Após a vitória da Seleção de sub-21 sobre Itália (5-3), Rui Jorge elogiou as qualidades de Vítor Ferreira e Dany Mota.

Prolongamento pode criar dificuldades? "Eu creio que Espanha também teve prolongamento. Independentemente disso, acho que não será um fator crucial. Sobre Dalot e Tomás Tavares, já jogámos assim na Seleção, já jogámos várias vezes com o Tomás à esquerda, faz muito bem essa posição, foi meramente uma opção minha, podia ser ao contrário, achei que assim seria melhor, podíamos jogar com os dois."

Dany no lugar de Trincão? "Não fez exatamente esse lugar, com o Trincão na frente fazemos um sistema de forma simétrica, o Trincão encosta mais à direita, o Dany joga mais em zona central. Ele e o Gonçalo Ramos fizeram um grande jogo. Trabalharam imenso. Claro que gostávamos de ter aqui o Trincão, o Thierry e os que não puderam vir, mas tudo isso serve para abrir espaço para outros jogadores. O Ramos fez um belo jogo com a oportunidade que teve, temos um ponta de lança com um estilo diferente daqueles que normalmente temos na Seleção."

Dificuldades contra Itália: "Eu tinha dito que Itália é extremamente agressiva, é difícil jogar contra eles, têm as melhores médias em termos de tirar a bola ao adversário. Sofremos um golo a acabar, que pesa um bocadinho, mas acabámos por reagir. Acho que a situação que decorre da nossa vantagem em termos de resultado é que não foi bem aproveitada da nossa parte. A equipa adversária começa a vir buscar mais, temos mais espaço na frente e podíamos ter feito melhor. Estar sujeito à pressão defensiva parece uma coisa normal, ainda mais com jogadores da qualidade da equipa italiana."

Elogios a Vítor Ferreira: "O Vitinha é um jogador tremendo, de um nível 'superior alto'. Mas é mais um elemento, se ele faltar teremos que o substituir. Por agluma coisa tem sido invariavelmente titular connosco, reconheco-lhe muita qualidade e espírito coletivo. Defensivamente, não consigo concordar com a apreciação, terei que ver melhor o jogo. Mas, em relação às mudanças, gostei do jogo. Não estivemos desequilibrados, defensivamente só fiquei ligeiramente preocupado quando não estávamos a conseguir lidar com o que queríamos fazer."

Sobre Dany Mota, que bisou: "O Dany tem feito um percurso extraordinário connosco. Não é um jogador muito elegante, daqueles jogadores que chame muito a atenção, mas é muito valioso para um treinador e para uma equipa. Voltou a fazer mais um grande jogo e ajudou em muitos momentos, ofensiva e defensivamente. É fortíssimo no jogo aéreo, apesar de não ter uma estatura muito elevada e trabalha de uma forma tremenda lá na frente e tem golo e hoje fez um golo fabuloso".