Villas-Boas abre o jogo: reforços, o objetivo e a conversa com um ex-FC Porto

Villas-Boas abre o jogo: reforços, o objetivo e a conversa com um ex-FC Porto

Treinador português foi apresentado esta quarta-feira como treinador do Marselha e falou em conferência de imprensa.

Começou a era André Villas-Boas no Marselha. Depois de ser oficializado como novo treinador na terça-feira, o português falou em conferência de imprensa esta quarta-feira, acompanhado de Andoni Zubizarreta, o diretor desportivo, e de Jacques-Henri Eyraud, presidente do clube da Ligue 1.

O técnico luso abriu o jogo, pediu desculpa pelo francês com que se dirigiu aos jornalistas e traçou o objetivo primordial para a próxima temporada: terminar o campeonato no pódio. "Temos de estar todos no mesmo comprimento de onda. Isso é muito importante. Há jogadores que terminam contrato, outros que regressam de empréstimo. Temos de analisar aquilo que temos. Há o problema do fair-play financeiro, mas vamos dar o melhor para encontrar a grandeza do Marselha", começou por afirmar Villas-Boas, prosseguindo:

"Já falei com Jacques-Henri e Andoni sobre a questão financeira, eles controlam isso melhor do que eu. Há que analisar aquilo que podemos, ou não, fazer. (...) Os objetivos são claros e assumo a responsabilidade. Foram diretos comigo. O mais importante é ficar nos três primeiros", afiançou o treinador, que aponta a um ataque comedido ao mercado de verão.

"Este grupo precisa de alterações, mas não muitas. Há duas ou três posições que queremos reforçar", disse AVB, que revelou ter conversado com dois ex-pupilos, um deles que orientou no FC Porto, em 2010/11:

"Falei com Rolando e Hubocan, que foram meus jogadores no FC Porto e no Zenit. Quero tirar as minhas conclusões sem ser influenciado por terceiros. Amanhã [quinta-feira] vamos ter reunião com os capitães. O mais importante é que os jogadores estejam bem", rematou Villas-Boas.