Tribunal de Paris recusa suspender renovação de Mbappé pedida por La Liga

Tribunal de Paris recusa suspender renovação de Mbappé pedida por La Liga
Redação

Suspensão cautelar apresentada por La Liga foi negada. Organismo espanhol espera, no entanto, que a questão de fundo, uma eventual infração das regras de fair-play financeiro pelo PSG, seja analisada nos próximos meses

A La Liga pediu a suspensão cautelar do contrato de renovação de Mbappé e perdeu o primeiro round, com o tribunal administrativo de Paris a não dar provimento ao pedido do organismo espanhol. No entanto, a questão de fundo que La Liga reclama junto dos tribunais franceses, que tem a ver com financiamentos supostamente ilegais e infração pelo PSG das regras de fair-play financeiro, podem vir a ser analisadas mais para a frente.

A questão relativa a Mbappé é apenas uma parte do bolo que La Liga está atacar. Foi pedida a nulidade da validação das contas do PSG por parte da Direção Nacional de Controlo e Gestão.

"Já estávamos à espera. Foi um recurso técnico, o que importa é a sentença de fundo. Os nossos passos em França enfrentam uma forte resistência. Este é só o primeiro deles antes de chegar aos tribunais europeus, daqui a uns meses", explicou Juan Branco, advogado de La Liga, que acusa o PSG de "falsos balanços, orçamentos provisórios deliberadamente fantasiosos" e de "maquilhar patrocinadores que são dependentes diretamente da autoridade do Catar" como o ministério do turismo.

"Esta situação afeta estruturalmente a possibilidade de uma competência desleal e sem falsificações dentro do mercado da União Europeia, e o princípio da equidade desportiva", concluiu, em declarações à Agência France Press.