Da recusa de Messi à acusação de Piqué: a polémica com o árbitro do Schalke-FC Porto

Da recusa de Messi à acusação de Piqué: a polémica com o árbitro do Schalke-FC Porto

Gil Manzano foi muito criticado pelos jogadores do Barcelona depois do empate frente ao Girona e do cartão vermelho mostrado a Lenglet.

O jogo entre Barcelona e Girona, que acabou com um empate a dois golos e com o Barça reduzido a dez jogadores após a expulsão de Lenglet, motivou várias críticas por parte dos jogadores a Gil Manzano, árbitro da partida.

O árbitro espanhol, refira-se, dirigiu o jogo da passada terça-feira entre Schalke-FC Porto, da primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, e regressou ao ativo em Espanha este domingo, mas as coisas não correram bem para Manzano. Messi, capitão do Barcelona, recusou-se a cumprimentar o árbitro no final do jogo, numa imagem que demonstra bem a tensão sentida no final da partida. Depois, também Piqué não poupou críticas ao árbitro espanhol, especialmente depois da expulsão de Lenglet.

"É claríssimo. Tu acreditas mesmo que há intenção?", questionou o central do Barcelona, ao que Manzano respondeu. "Ouve-me. Ele sacou do cotovelo e sabe disso. Não estava naquela posição, ele é que o levantou", afirmou.

A conversa, segundo imagens recolhidas pela cadeia Vamos, termina com uma acusação de Piqué. "A verdade é que o teu historial fala por si só", afirmou o espanhol.

De referir que Gil Manzano é um dos árbitros na "lista negra" do Barcelona, uma vez que os catalães já criticaram publicamente e em diversas ocasiões o árbitro espanhol.