Fernando Santos explica não utilização de Nuno Mendes e Pote no Euro'2020

Fernando Santos, selecionador nacional

 foto LUSA

Selecionador nacional em conferência de Imprensa após a derrota de Portugal com Bélgica, por 1-0, nos oitavos de final do Europeu 2020.

Fernando Santos, selecionador nacional, foi questionado em conferência de Imprensa após a derrota de Portugal com Bélgica, por 1-0, nos oitavos de final do Europeu 2020, sobre o papel de Nuno Mendes e Pote, que não estiveram no Europeu de sub-21 e acabaram por não somar qualquer minuto também nesta prova.

"O Nuno Mendes obviamente não teve nenhuma participação porque esteve lesionado, só há dois dias recuperou, só há dois dias estava em condições de jogar. Quem teve dez dias parado... Hoje se o jogo tivesse corrido de outra forma, como nós esperávamos também, e por isso é que esteve no banco apesar de ter só dois dias de treino, havia essa possibilidade de o Raphael [Guerreiro] ter dificuldades, que depois acabou por não as apresentar, mas ter alguma dificuldade e poder entrar", começou por explicar.

"O Pote... Em três ocasiões, três jogos, numa optei por Rafa, que entrou bem, noutras podíamos ter optado por ele, hoje pareceu-me que era para outro tipo de jogadores entrar em campo. Teve aqui porque tem qualidade e mérito para isso, não podemos ir por essa questão dessa forma. Fez um trabalho excelente enquanto esteve aqui. Aquilo que os jogos nos foram apresentando, não me pareceu que naqueles momentos a opção fosse o Pote", concluiu.