Presidente do Estoril responde ao Benfica: "Situação ficou clara"

Presidente do Estoril responde ao Benfica: "Situação ficou clara"

Alexandre Faria reagiu ao comunicado das águias, que atribui responsabilidade ao clube da II Liga.

O Estoril, pela voz do presidente Alexandre Faria, refutou esta quarta-feira as responsabilidades atribuídas pelo Benfica à organização do jogo que esteve na origem do castigo imposto pelo Conselho de Disciplina (CD) às águias, de um jogo à porta fechada, depois dos incidentes registados no jogo entre os dois emblemas, em abril.

O Benfica emitiu um comunicado em resposta à punição aplicada pelo CD, anunciando que vai recorrer da decisão e salientando que a organização da partida estava a cargo do Estoril, contestando a colocação dos adeptos encarnados numa bancada central. Alexandre Faria assegura que a decisão foi tomada pelas autoridades.

"A situação ficou muito clara na altura para todos os intervenientes, Benfica incluído. Todos tiveram a perfeita noção que a decisão final da escolha da bancada ficou a dever-se à força policial responsável pelo jogo, a GNR, e essa decisão foi desta entidade. O Estoril é alheio a este facto", assinalou o presidente do clube da Linha, em declarações à Renascença.

"É necessário que sejamos sérios e tenhamos a noção de quem toma as decisões e quem foi o responsável por essa decisão, e não foi o Estoril", reiterou Faria.