A questão do treinador: presidente do Santa Clara comenta possível desclassificação

A questão do treinador: presidente do Santa Clara comenta possível desclassificação

Rui Cordeiro reagiu esta terça-feira à notícia adiantada por O JOGO e que dá conta da denúncia feira ao Conselho de Disciplina relativamente a irregularidades na ficha técnica dos jogos.

Rui Cordeiro, presidente do Santa Clara, reagiu esta terça-feira à notícia adiantada por O JOGO e que dá conta da denúncia feira ao Conselho de Disciplina relativamente a irregularidades na ficha técnica dos jogos.

A questão está relacionada com a composição do quadro técnico. Carlos Pinto, como se sabe, é o treinador do Santa Clara, mas tem apenas o grau II. Quem está inscrito como treinador principal é Luís Pires, que tem o grau IV. Até aqui, nada de anormal. O problema é que Luís Pires nem sequer se senta no banco dos suplentes nos jogos do Santa Clara e isto vem acontecendo desde o início da época.

A situação é do conhecimento da Liga há já alguns meses, foi alertada para o que se estava a passar, mas foi agora que dois clubes da II Liga decidiram denunciar o clube açoriano ao Conselho de Disciplina, mas há mesmo quem entenda que o caso deve ir parar ao Ministério Público, uma vez que se trata de um ato de burla, alegadamente. Terá de ser a Liga a dar esse passo se assim o entender.

"O objetivo aqui, parece-nos, é criar instabilidade no grupo de trabalho, recordo que a noticia [da desclassificação] saiu menos de 24 horas antes de um jogo muito importante com o Sporting B e essas notícias são colocadas de certa maneira na perspetiva de criar instabilidade no grupo de trabalho", justificou.

O presidente do Santa Clara também confirmou à agência Lusa que o clube recebeu uma "notificação da Liga" por não constarem jogadores sub-23 em três fichas de jogo, como estabelecem os regulamentos.

O presidente dos "encarnados" de Ponta Delgada assegura que ambos os casos estão entregues ao departamento jurídico do clube considerando que podem ocorrer novos "jogos de bastidores" até ao final do campeonato.

"Vamos aguardar com a máxima tranquilidade e serenidade os próximos desenvolvimentos sendo que o nosso objetivo passa por pensar jogo a jogo. O próximo jogo é com o Penafiel, temos dez finais para levar os santaclarenses e os Açores à primeira divisão", assinalou.