Polícia retira adepto do estádio do Vizela por alegados insultos racistas

Polícia retira adepto do estádio do Vizela por alegados insultos racistas
Redação

Tópicos

Episódio, participado pelos responsáveis do Paços de Ferreira aos delegados da Liga presentes no recinto, teve como alvo o avançado Douglas Tanque

Um indivíduo, de identidade desconhecida, foi este domingo retirado de uma das bancadas do estádio do Vizela pela polícia, durante o jogo entre a equipa local e o Paços de Ferreira, por ter alegadamente dirigido insultos racistas a Tanque.

Segundo relato de fonte do Paços de Ferreira, citada pelo site noticioso ZeroZero, o homem apelidou o avançado brasileiro do Paços de Ferreira de "macaco", quando este se preparava para entrar em campo, a partir do banco de suplentes.

O adepto repreendido, situado na bancada central do estádio do Vizela, foi depois identificado por agentes da Guarda Nacional Republicana, que o retirou daquela zona e dirigiu-o para o exterior do recinto, não tendo sido, refira-se, detido.

A mesma fonte do Paços de Ferreira indicou que o alegado episódio de discriminação, que deixou Douglas Tanque visivelmente agastado no final do jogo, foi participado aos dois delegados da Liga Portugal presentes no local.