Mural de Neno inaugurado : "Esse sorriso abraça a cidade de Guimarães e o Vitória"

Mural de Neno inaugurado : "Esse sorriso abraça a cidade de Guimarães e o Vitória"
Redação com Lusa

Tópicos

Mural que "perpetua sorriso de Neno" inaugurado no Estádio D. Afonso Henriques

O mural de homenagem a Neno, que visa "perpetuar o sorriso" do antigo guarda-redes internacional pela seleção portuguesa, que morreu em 10 de junho de 2021, foi inaugurado no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

O pano que cobria a obra elaborada por Miguel Mazeda caiu por volta das 19:00, ouvindo-se uma salva de palmas das mais de 200 pessoas que assistiram à cerimónia, entre as quais o presidente do Vitória de Guimarães, Miguel Pinto Lisboa, o presidente da Liga, Pedro Proença, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, e a viúva do ex-futebolista e dirigente dos vitorianos, Simone Barros.

Depois de exibido o mural em que se vê Neno, de sorriso no rosto, a envergar uma camisola amarela de guarda-redes com o símbolo do clube de Guimarães, a companheira do antigo guardião por mais de três décadas agradeceu, em seu nome e no da filha de ambos, Juliana Barros, a homenagem realizada pelo Vitória e pela comissão do centenário do clube minhoto, fundado em 1922.

"Deixo um agradecimento enorme ao Vitória, que foi a casa do Neno, minha e da nossa filha, por tantos anos. Obrigado a todos os envolvidos que vivem o desporto como o Neno vivia. Esse sorriso abraça a cidade de Guimarães e o Vitória", realçou, numa declaração com lágrimas pelo meio.

Antes de se revelar o graffiti numa das fachadas exteriores do estádio, entre as bancadas Sul e Nascente, o presidente do Vitória frisou que o dia de hoje, em que Neno faria 60 anos, caso estivesse vivo, é de "saudade", até pelo ambiente "festivo" com que se viviam os seus aniversários, mas também uma forma de "perpetuar" o antigo guarda-redes no quotidiano da cidade nortenha.

"Hoje, voltámos a sentir o peso da sua ausência, mas o sorriso do Neno perpetua-se, com o valor simbólico desta homenagem do Vitória e da comissão do centenário. Vivemos com ele tantos momentos inesquecíveis. Queremos que o Neno se mostre à cidade que o abraçou e acolheu como um dos seus. Torna-se assim uma presença diária para todos os vitorianos e vimaranenses", salientou Miguel Pinto Lisboa.

Diante de uma plateia que incluía ainda o plantel vitoriano, o presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, o presidente da Associação de Futebol de Braga, Manuel Machado, e o cônsul de Cabo Verde no Porto, Carlos Machado, o dirigente acrescentou que o antigo futebolista era um "fator de união" no mundo do futebol.