As lesões de Ola John e uma provável saída deixam jogador do Lille mais perto do Vitória

As lesões de Ola John e uma provável saída deixam jogador do Lille mais perto do Vitória

Ola John é um jogador muito sujeito a lesões musculares e a saída de Davidson, agora ou no fim da época, é um cenário provável, pelo que a SAD quer renovar as alas com jovens cheios de potencial.

O extremo Abou Ouattara, do Lille, continua a ser um dos alvos do Vitória para o reforço do ataque, como já se escreveu, e há indicações de que o negócio pode mesmo avançar em breve para a configuração final. Com 20 anos, Ouattara é internacional pelo Burquina Faso e nesta altura não está a ter espaço na equipa principal do Lille, situação com a qual o Vitória está a jogar para convencer o extremo e o emblema gaulês a aceitar a transferência para o Minho.

O principal problema nem é persuadir o jogador, que já se mostra identificado com o Vitória nas redes sociais. Anteontem, por exemplo, Ouattara publicou nas redes sociais um vídeo do balneário do Vitória no Estádio Municipal de Braga, antes da meia-final com o FC Porto, a desejar sorte a Tapsoba, seu amigo e companheiro na seleção, o que fomentou a dúvida sobre se o jogador já estaria em Portugal. Certo é que, a uma semana do fecho das inscrições, a SAD vitoriana terá que acelerar o processo da contratação de Ouattara ou então, em caso de impossibilidade de negócio, pôr em marcha o plano B.

Nesta altura da temporada, Ivo Vieira conta com quatro extremos, se bem que Ola John esteja lesionado e Davidson continue a ser um alvo apetecível para clubes árabes. Atendendo a que o holandês é um jogador que apresenta um risco elevado de lesões musculares, uma constante ao longo da carreira, e o brasileiro está quase a completar 29 anos, havendo, neste último caso, a promessa de a SAD não impedir a saída no caso de surgir uma proposta interessante, fica mais ou menos evidente a necessidade de o Vitória refrescar as alas com sangue novo. Ora, Ouattara encaixaria na perfeição nos objetivos do clube vitoriano, porque se trata de um extremo novo, muito rápido e, acima de tudo, com uma boa margem de progressão. Convencer o Lille é o plano que está em prática.