SAD do Sporting faz contas a seis milhões de euros por lateral emprestado

SAD do Sporting faz contas a seis milhões de euros por lateral emprestado
Rui Miguel Gomes

Tópicos

Leões têm várias abordagens para transferir o lateral, sobretudo dos principais clubes turcos, de França e Ucrânia.

Valentin Rosier é, entre os jogadores cedidos por empréstimo pelo Sporting, aquele que se perfila para ser o maior encaixe financeiro da sociedade liderada por Frederico Varandas.

Aliás, segundo O JOGO apurou, os responsáveis leoninos têm sido abordados por intermediários e alguns emblemas no sentido de saber quais as condições para a negociação em definitivo do lateral-direito francês. Ao que foi possível apurar, a todos eles foi dito que uma proposta inferior a seis milhões de euros não será aceite, sendo que os principais emblemas turcos já manifestaram interesse no jogador, assim como alguns clubes franceses e ucranianos, sendo que apenas Shakhtar Donetsk e Dínamo de Kiev têm capacidade financeira para chegar às exigências financeiras dos leões.

Rosier, diga-se, foi uma das figuras de destaque no campeão turco, o Besiktas, onde esteve cedido por empréstimo durante uma temporada - a troco de 200 mil euros, o pagamento do salário e sem opção de compra, como deu conta o Sporting em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários - e a pretensão do clube de Istambul passa pela negociação com o Sporting, procurando baixar as exigências financeiras dos leões, de modo a manter o atleta nas suas fileiras na próxima temporada.

Contudo, tal não se afigura fácil perante a procura que o Sporting tem sido alvo pelo defesa e, naturalmente, em Alvalade pretende-se rentabilizar o jogador, que, recorde-se, custou aos cofres do clube cinco milhões de euros, tendo os franceses do Dijon direito a 20% de uma futura venda, deduzida do mecanismo de solidariedade. Rosier, na época que terminou na Turquia, efetuou 36 jogos pelo Besiktas, cumprindo um total de 3246 minutos, englobando a Taça da Turquia, apontando dois golos.