Renan tem hipóteses em cima da mesa e vai forçar a saída imediata do Sporting

Renan tem hipóteses em cima da mesa e vai forçar a saída imediata do Sporting
Bruno Fernandes

Tópicos

Guarda-redes sabe que dificilmente voltará a jogar até final da época e aponta a mercados que ainda estão abertos.

Perdeu a titularidade para Luís Maximiano há dois meses, após lesão no adutor da coxa direita - e excelente resposta do camisola 81 diante do PSV Eindhoven, na Liga Europa -, sentiu, e tal como O JOGO noticiou, que não merecia ter descido na hierarquia da baliza, mas viu o Sporting fechar-lhe a porta da saída no mês de janeiro, por ninguém ter chegado aos 3 milhões de euros pedidos pelo seu passe. Falamos de Renan, guarda-redes brasileiro que, apurou o nosso jornal, ainda tenta a saída para um dos mercados que permanecem abertos, principalmente fora da Europa.

Recentemente recuperado de novo problema muscular, o camisola 1 ficou, ao que tudo indica por opção de Silas, fora dos convocados para a receção ao Portimonense, ponto que alimentou a sua ânsia de procurar um novo desafio: sente que dificilmente terá nova oportunidade para se mostrar em Alvalade e que deve, em conjunto com os seus representantes, apresentar por estes dias uma solução junto da administração liderada por Frederico Varandas para abandonar o Sporting, com quem tem contrato válido até 2023. Ao que foi possível perceber, o guardião tem recebido algumas sondagens nos últimos dias, nomeadamente de emblemas que ainda podem contratar internacionalmente e que neste caso têm sede na Rússia (até dia 21 deste mês), Japão (27 de março), Brasil (2 de abril) e ainda Estados Unidos da América (reabre hoje e fecha a 5 de maio).

Há, contudo, uma resistência a esta intenção do brasileiro, relacionada precisamente com a intenção do Sporting em gerar liquidez com uma eventual saída do guarda-redes: mesmo num cenário de mercado com a maioria das janelas encerradas, a SAD mantêm-se reticente em aceitar o empréstimo - mesmo que com possibilidade de compra do futebolista, aceitando apenas a sua transferência definitiva. Certo apenas é que durante os próximos dias, ao "correio" da SAD, devem começar a chegar alternativas para um ponto final no impasse de Renan.