Manchester City paga 55 milhões por Bruno Fernandes e há reforços a caminho

Manchester City paga 55 milhões por Bruno Fernandes e há reforços a caminho
Rui Miguel Gomes

Tópicos

Douglas Luiz e Marlos Moreno são os atletas mais bem colocados para reforçar os leões: condições ainda estão por definir. Transferência só será anunciada após a final da Taça de Portugal.

A transferência de Bruno Fernandes do Sporting para o Manchester City, segundo O JOGO apurou, vai render cerca de 55 milhões de euros.

Em cima da mesa está ainda a inclusão de um ou dois jogadores na negociação, naquela que será a maior transferência da história do clube e de um jogador português a atuar no nosso país.

O valor a pagar pelos citizens - que este fim de semana podem sagrar-se bicampeões ingleses - está apalavrado entre as partes, depois das reuniões mantidas entre os dirigentes dos clubes, concretamente o diretores desportivos Hugo Viana e Txiki Begiristain, respetivamente do Sporting e do Manchester City, que decorreram nas últimas semanas.

Aliás, como demos conta em primeira mão, a conclusão do negócio está próxima, mas este não será oficializado antes do final da temporada, uma vez que Bruno Fernandes ainda tem pela frente duas jornadas de campeonato e a final da Taça de Portugal, que, salvo qualquer imprevisto, marcará a sua despedida do emblema de Alvalade que capitaneia.

Só a partir de dia 25 Bruno Fernandes irá definir o vencimento a auferir, ainda que de há um mês a esta parte o seu empresário, Miguel Pinho, da Positionumber, tenha mantido diversas reuniões em Manchester com os dirigentes dos citizens para montar a operação, sendo certo que à espera do médio internacional português está um contrato válido para as próximas cinco épocas.

O vencimento, como é natural, deverá ser substancialmente superior ao milhão de euros livres de impostos que o atleta aufere em Alvalade.

Uma das questões ainda em aberto é precisamente qual ou quais os atletas que podem vir a integrar os quadros do Sporting em 2019/20 provenientes do Manchester City e se os mesmos chegam a título de empréstimo ou em definitivo.

Os dois nomes mais bem posicionados são o médio-ofensivo brasileiro Douglas Luiz, de 20 anos, que evoluiu na época que está prestes a terminar no satélite Girona, e Marlos Moreno, um avançado colombiano de 22 anos que está cedido por empréstimo aos mexicanos do Santos Laguna. Este último, diga-se, há muito que está referenciado pelo scouting leonino, que em 2016 recomendou a sua contratação, que também foi estudada por Benfica e FC Porto.

Esta possibilidade decorre de um fator diferenciador nas negociações com o Sporting. É que o elenco liderado por Frederico Varandas, como O JOGO noticiou a 4 de maio, está a ultimar um protocolo com o Manchester City, que prevê a cedência de jogadores e direitos de preferência sobre formandos da Academia. Esta proximidade tem deixado o Manchester United para trás na corrida, além da sua própria instabilidade a vários níveis, entre outros emblemas.