Thierry Correia foi lançado "às feras", mas vai crescer por fora

Thierry Correia foi lançado "às feras", mas vai crescer por fora
Mário Duarte/Filipe Alexandre Dias

Tópicos

Lançado "às feras" por Marcel Keizer neste início de época, face à vaga de lesões na posição, será colocado até ao fecho do mercado: objetivo passa por permitir-lhe margem de afirmação efetiva.

Por força das circunstâncias, partiu na frente, isolado, praticamente sem concorrência, face às lesões de Rosier e Ristovski e à indicação dos responsáveis da SAD leonina que Bruno Gaspar era um ativo para transacionar na atual janela de mercado de transferências; agora, tem no horizonte uma cedência por empréstimo a um clube da I Liga que lhe permita jogar regularmente no primeiro escalão do futebol nacional, etapa que estará comprometida em Alvalade, ante a perspetiva dos regressos à competição de Rosier e Ristovski, que discutirão ao longo da época a titularidade no posto de lateral-direito na equipa de Marcel Keizer.

É de Thierry Correia que se trata, jogador de 20 anos que foi puxado para o onze ao longo de toda a pré-temporada e neste arranque da campanha 2019/20, sendo totalista nas duas partidas já disputadas pelos leões, frente ao Benfica e Marítimo, para a Supertaça e I Liga, respetivamente.

Se, no decorrer do estágio realizado na Suíça, Marcel Keizer recorreu a Tiago Ilori e até a Eduardo Quaresma, centrais de raiz, para desempenhar as funções de lateral-direito sempre que se impunha poupar Thierry Correia, agora - e enquanto o mercado o permitir -, o técnico holandês conta com Bruno Gaspar como alternativa de recurso para a posição, tal como O JOGO deu conta na edição de quinta-feira.

Rosier deve ter os seus primeiros minutos de leão ao peito ainda antes do encerramento do mercado de transferências, frente ao Rio Ave, a 31 de agosto; Ristovski aproveitará a paragem FIFA para os compromissos das seleções para ultimar a sua recuperação à lesão no calcanhar esquerdo, perspetivando-se o seu regresso à competição a partir da receção ao Boavista, agendado para 15 de setembro. Com o francês e o macedónio de volta, Thierry Correia perde margem de afirmação, que encontrará de forma efetiva ao serviço de outro emblema da I Liga, onde crescerá ao longo da presente temporada.