Bruno Gaspar: os milhões e outros dados da proposta recusada pelo Sporting

Bruno Gaspar: os milhões e outros dados da proposta recusada pelo Sporting
Rui Miguel Gomes

Tópicos

Leões rejeitaram abordagem do Olympiacos, que abrangia prémios e encaixe futuro.

A pouco mais de uma semana do fecho do mercado de transferências, que encerra a 2 de setembro, Bruno Gaspar continua com o futuro por resolver. Vinculado aos leões até 2023, o lateral-direito de 26 anos sabe que não entra nos planos da estrutura do futebol leonino, liderada pelo presidente Frederico Varandas e pelo diretor desportivo Hugo Viana, continua a trabalhar integrado no grupo comandado por Marcel Keizer, mas não entra nas contas do técnico, por indicação da administração da SAD.

Tal como O JOGO deu conta em momento oportuno Varandas nem quis ouvir uma proposta pelo jogador feita pelo Olympiacos, clube com o qual o Sporting mantém um diferendo na sequência da transferência de Podence, que assinou pelo clube grego depois de alegar justa causa para rescindir com o emblema de Alvalade. Ao que foi possível apurar, a operação sugerida estava avaliada em dois milhões de euros, acrescidos de prémios por objetivos e os leões assegurariam ainda contrapartidas numa futura transferência. Bruno Gaspar, recorde-se, assinou pelo Sporting no último defeso, proveniente da Fiorentina, num negócio de 4,5 M€.