Ricardo é prioridade do Leicester, que tenta acordo abaixo dos 37,5 milhões

Ricardo é prioridade do Leicester, que tenta acordo abaixo dos 37,5 milhões

Cláusula do lateral aumentou em julho do ano passado, mas o clube inglês quer contratar Ricardo por um valor mais baixo.

Ricardo Pereira pode permitir um importante encaixe financeiro para o FC Porto. O lateral-direito interessa ao Leicester e o clube inglês tenciona resolver a situação já nesta semana, tentando negociar o defesa abaixo da cláusula de rescisão, cifrada nos 37,5 milhões de euros. A antiga cláusula, de 25 milhões de euros, era válida apenas até dia 15 de julho de 2017, tendo na altura sofrido um aumento de 50 por cento, passando para os atuais 37,5 milhões de euros.

Segundo O JOGO apurou, a contratação de Ricardo Pereira é uma das prioridades de Claude Puel, treinador do Leicester. O técnico francês conhece bem as qualidades do lateral-direito português, com quem trabalhou durante duas épocas no Nice. Com Puel, jogou nos dois lados da defesa e até como extremo, confirmando a sua utilidade. De regresso ao FC Porto, o internacional português confirmou o seu crescimento futebolístico, tornando-se num dos jogadores indiscutíveis de Sérgio Conceição. Ao longo da época, alinhou em 44 jogos em todas as competições, num total de 3608 minutos. Marcou ainda dois golos, ambos no campeonato. É precisamente para o lado direito da defesa que Claude Puel pretende o jogador português.

O treinador francês já deu conta aos responsáveis do Leicester que a contratação do defesa de 24 anos é uma das prioridades, tentando um acordo com a SAD portista de forma a negociar o jogador abaixo da cláusula de rescisão. Apesar de Ricardo Pereira terminar o contrato com o FC Porto a 30 de junho de 2019, a situação não se afigura facilitada para o clube inglês, tendo em conta que se trata de um dos ativos mais valiosos do plantel. Fernando Gomes, administrador da SAD portista, já admitiu alguma venda até ao dia 30 de junho, último dia do atual exercício financeiro, e a transferência de Ricardo para Inglaterra permitirá equilibrar as contas, já que o FC Porto terá obrigatoriamente de fazer encaixes financeiros no verão para cumprir o fair play financeiro da UEFA.

A grande temporada de Ricardo e o facto de Claude Puel estar seriamente interessado no jogador pode fazer com que seja bem sucedida a investida do Leicester a Portugal, mas além do defesa português outros jogadores têm mercado e podem permitir um encaixe financeiro de forma a que os dragões não tenham de mexer muito no núcleo duro que conquistou o campeonato ao fim de quatro anos de jejum. Nesse sentido, quatro dos jogadores que estiveram emprestados, concretamente Boly (Wolverhampton), Mikel (Bursaspor), Chidozie (Nantes) e Omar Govea (Mouscron), podem render alguns milhões de euros. No caso do defesa-central francês, por exemplo, os dragões podem encaixar cerca de 12 milhões de euros.