SAD do Portimonense negoceia com os donos do Manchester City

SAD do Portimonense negoceia com os donos do Manchester City
Hélio Nascimento/Mónica Santos

Tópicos

Depois de em dezembro ter rejeitado uma proposta para vender a SAD por 40 milhões de euros, há de novo interesse, agora dos donos do Manchester City, e vários cenários na mesa.

A SAD do Portimonense poderá vir a entrar na esfera do City Football Group, proprietário do Manchester City, entre outros, e que acaba de se tornar acionista maioritário do Troyes, do segundo escalão francês.

Theodoro Fonseca está, por estes dias, em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, em negociações, embora não tenha intenção de vender a SAD.

Esta não é a primeira vez que o dono do Portimonense é abordado. Em dezembro, Theodoro Fonseca recusou uma proposta de 40 milhões de euros pela posição maioritária na sociedade desportiva. A equipa estava então no fundo da tabela e debatia-se com a ameaça da despromoção, evitada pela exclusão do Vitória de Setúbal das competições profissionais. Vender estaria fora de questão, em caso de descida. Com a permanência na I Liga assegurada, o empresário deixou clara a resistência à ideia de um negócio nesses moldes, ao rejeitar qualquer proposta abaixo dos 150 milhões de euros.

As conversações continuam e, ao final do dia de exta-feira, depois de ter sido abordada a possibilidade de o City Group vir a ter uma participação na estrutura acionista da SAD do Portimonense, o cenário em discussão era o da celebração de uma parceria com a empresa, que detém atualmente uma dezena de clubes, em quatro continentes. Os termos da eventual parceria ainda não são conhecidos e as conversações com o City Group deverão continuar nos próximos dias.