"Uma mentira dita muitas vezes torna-se verdade", atira Rúben Amorim

"Uma mentira dita muitas vezes torna-se verdade", atira Rúben Amorim
Pedro Marques Costa

Tópicos

Na antevisão do jogo deste sábado no Estádio da Luz, Rúben Amorim falou na vontade de repetir a vitória no Estádio do Dragão e concordou com Palhinha nas críticas a quem diz que os arsenalistas facilitam quando defrontam o Benfica.

Debilidades defensivas do Benfica: "A forma como preparei este jogo foi a mesma de sempre. Temos a nossa identidade e não vamos mudar. O Benfica tem sofrido, mas também tem marcado muitos golos e ganho. Se mete muita gente no ataque, é normal ter menos gente na defesa. Nos também o fazemos. Vamos tentar explorar as fraquezas do Benfica, como o Benfica vai tentar explorar as nossas"

Vitória no Dragão como exemplo: "É muito por ai... Vamos manter a nossa forma de estar em campo, temos sempre o mesmo comportamento, a mesma ambição, e este jogo não vai ser diferente. Não interessa pensar no passado, não joga, o que joga é na nossa qualidade. Já provamos que somos capazes de vencer em qualquer campo, seja na Luz, no Dragão ou em Alvalade. Já acontecia no passado, mas por vezes faltava a estrelinha. Esperamos manter a mesma intensidade e ter essa estrelinha"

Palhinha criticou comentadores: "É difícil perceber essa conversa [quem diz que o Braga facilita nos jogos com o Benfica]. Joguei pelo Braga e ganhei ao Benfica, joguei pelo Benfica e perdi com o Braga. Uma mentira dita muitas vezes torna-se verdade, mas quero que as pessoas do Braga não liguem a isso. O Braga venceu uma meia-final da Liga Europa ao Benfica e eu estava do outro lado... Os jogadores estão focados no jogo e isso não vai influenciar a nossa forma de encarar a partida"

Lesão de Gabriel no Benfica: "Em nome de todo o grupo de trabalho, queria mandar um abraço ao Gabriel, que passa uma fase complicada. É um jogador muito importante, tem características diferentes de todos os outros médios do Benfica. Mas a ideia será a mesma, apesar de mudar algumas coisas. Mas o Benfica é um clube grande, tal como o Sporting, FC Porto e Braga, e se não joga um, joga outro de igual valor. O que muda são as características"

Regresso à Luz, jogo especial: "É especial se ganharmos... Se perdermos... Empatámos com o Gil Vicente e não foi nada de especial. Sei onde querem chegar (risos). O importante para mim é conquistar os três pontos. Onde ganhamos é irrelevante, seja no Dragão, com o Gil Vicente ou na Luz".