"Mario González e Abel Ruiz? Fui muito claro com eles"

"Mario González e Abel Ruiz? Fui muito claro com eles"
Tomaz Andrade

Tópicos

Treinador do Braga aborda a falta de golos dos avançados e promete uma rápida reação para o jogo com o Tondela

Jogo com o Tondela e momento da equipa: "O objetivo é vencer, no sentido de encurtar a distância para o terceiro classificado. É o que nos motiva. Temos que jogar melhor e retificar o que fizemos mal nos outros jogos. Já identificámos alguns problemas e sabemos o caminho que temos de percorrer. O Tondela é um adversário organizado e tem um treinador com uma ideia de jogo muito positiva, o que é bom. Temos confiança total no nosso processo e é nossa responsabilidade colocarmos a equipa a jogar bem. Contamos com os adeptos para vencer este jogo".

Erros da equipa: "Tem havido alguns erros na dinâmica ofensiva. Temos bons avançados, mas não estão a fazer golos, se calhar porque jogaram um pouco desacompanhados nos últimos jogos, tendo faltado mais combinações entre eles. Seja como for, a qualidade do Abel Ruiz, do Mario Gonzãlez e do Vítor Oliveira é inquestionável. Há coisas que têm de ser retificadas e os golos vão aparecer".

Braga abaixo das expectativas: "Estamos no início do campenato e temos vontade de reverter as coisas. Temos consciência que o momento podia ser melhor, mas não há dramatismo. Na Liga Europa está tudo em aberto e no campeonato o objetivo é tentar encurtar a distância para o terceiro classificado. Fora de casa, a nossa performance não é propriamente má, mas em casa podíamos ter mais pontos".

Falta de confiança no processo ofensivo: "Temos bons jogadores e avançados. Em condições normais, o Ricardo Horta vai fazer golos, tal como o Fábio Martins, o Iuri Medeiros, o Chiquinho... O próprio Galeno também costuma marcar alguns. Todos marcarão golos. A tendência será crescerem com a equipa. O nosso papel é fazer com que a qualidade dos jogadores venha ao de cima, como aconteceu nos últimos anos. Podia dar 30 exemplos de jogadores que cresceram. Temos que melhorar a qualidade da equipa e estamos em reflexão, até porque somos defensores de não sacrificar os jogadores em função dos sistemas".

Críticas do presidente: "É um facto que acabámos mal o campeonato, mas porque tivemos de gerir a equipa para a Taça de Portugal, devido ao cansaço acumulado da época. Na altura não o podia dizer, mas agora sim. Por isso, concordo parcialmente [com as críticas do presidente]".

Alternância entre Abel Ruiz e Mario González: "Não é uma alternância cíclica, deve-se à escolha do jogador mais adequado para determinado jogo. Fui muito claro com eles. O Mario tem jogado fora de casa, porque era necessário ter um jogador com essas características, e o Abel tem jogado em casa, porque movimenta-se melhor em espaços curtos. Não é uma alternância pura, apesar de até agora terem jogado à vez. Deve-se mais ao plano de jogo. Amanhã, em função do adversário, até podem jogar juntos".