Braga contesta horário da final da Taça e demonstrou "indignação" junto da FPF

Braga contesta horário da final da Taça e demonstrou "indignação" junto da FPF

Comunicado do clube minhoto esta quarta-feira.

O Braga manifestou-se esta quarta-feira, em comunicado, contra o horário da final da Taça de Portugal, com o Benfica, às 21:00 de um domingo (23 de maio), solicitando à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) a sua alteração.

"Foi com surpresa e indignação que o Sporting de Braga foi notificado da hora a que a final da Taça de Portugal irá ser realizada. Qualquer jogo realizado às 21:00 de um domingo é, à partida, a total negação do que é (ou do que deveria ser) a essência do futebol: a congregação entre os clubes e os seus adeptos. Este contexto ganha uma dimensão ainda maior tratando-se da "festa' da final da Taça de Portugal, um jogo historicamente marcado pela emoção e, acima de tudo, pela forte ligação com os adeptos", pode ler-se.

O Braga lembra que defendeu já que a final da Taça de Portugal devia realizar-se num sábado à tarde, de forma a permitir "que os jogadores e demais estrutura do clube vencedor, seus sócios e adeptos, festejassem devidamente a conquista de tão importante troféu, sem a preocupação dos afazeres do dia seguinte e da semana de trabalho", tal como acontece "na generalidade dos países europeus".

Contudo, os responsáveis arsenalistas notam que, face ao calendário da Liga NOS, com a última jornada a ser realizada a meio da semana, "a final da Taça de Portugal teria de ser disputada no domingo, mas nunca num horário que ultrapassasse as 19:00".

"Para grande surpresa nossa, esta posição não foi levada em consideração e, por isso, o Sporting de Braga já demonstrou a sua total indignação junto da FPF, exigindo bom senso e solicitando que o horário da final da Taça de Portugal seja revisto", conclui a nota.

A final da Taça de Portugal da época 2020/21, entre Braga e Benfica, está marcada para 23 de maio, às 21:00, no Estádio Cidade de Coimbra.