João Félix: projeto de 40 milhões com seis "tubarões" à espreita

João Félix: projeto de 40 milhões com seis "tubarões" à espreita
Pedro Miguel Azevedo

Tópicos

Seguido por vários colossos europeus, o jovem médio-ofensivo é para segurar, pelo menos até explodir pela equipa principal.

A afirmação de João Félix na equipa B do Benfica e na Seleção sub-21 portuguesa, com apenas 18 anos, já convenceu a SAD encarnada de que, em 2018/19, o médio-ofensivo tem condições de ser "reforço" do plantel principal. Mas mais do que isso; ao que O JOGO apurou, Félix é visto pelos responsáveis da estrutura como um projeto de jogador lapidado no Seixal, à semelhança do central Rúben Dias. Ao que apurámos, Luís Filipe Vieira entende que o jovem apenas será ser negociado acima dos 40 milhões de euros, ele que está blindado por uma cláusula de 60 milhões até 2022.

Os clubes que seguem João Félix são nesta altura muitos, e um dos mais recentes colossos atentos ao jovem é o Paris Saint-Germain. Os franceses olham para o jogador com curiosidade crescente, tal como tem vindo a fazer o seu rival direto Mónaco ou os ingleses Manchester City, Manchester United e Arsenal, emblemas que estiveram na Madeira a ver o médio-ofensivo na partida frente ao União local. Mas essa não foi a sua única observação ao vivo; no último encontro da seleção sub-21 portuguesa, frente à Suíça, também foi notada a presença de Stefano Luxoro, olheiro-chefe do AC Milan, outro pretendente de João Félix. Para já, sabe O JOGO, várias foram as sondagens pelo atleta, mas ainda nenhuma passou ao papel. Já Luís Filipe Vieira está firme na intenção de manter o médio-ofensivo, atualmente representado pela empresa Soccer ProMaster mas que delineou uma parceria com Jorge Mendes. A mão do superempresário, crê o Benfica, será determinante a abrir as portas dos clubes com maior capacidade financeira, como sucedeu noutros negócios anteriores. Essa é, de resto, a expectativa do Benfica, que para já aponta João Félix como aposta concreta para a próxima temporada no plantel principal, no apoio ao homem mais avançado ou a poder descair para as alas. Nesta época, Félix participou em quatro provas (II Liga, juniores, Youth League e International Cup), tendo marcado em todas: leva 29 jogos e 14 golos.