Diego Lopes sob avaliação

O guarda-redes Ederson e o avançado Hassan, ambos do Rio Ave, já estão encaminhados para o plantel encarnado da próxima temporada, mas podem ter companhia na mudança

Diego Lopes, médio criativo do Rio Ave, está a ser acompanhado pelos gestores e pelo scouting do futebol do Benfica desde que deixou o Caixa Futebol Campus, no verão de 2012. Satisfeitos com a evolução que têm observado no atleta e avaliando eventual espaço no plantel para 2015/16, os encarnados podem, de facto, promover o regresso do jovem brasileiro (20 anos) à Luz já no próximo mercado, segundo informações apuradas por O JOGO. Fechadas - ou muito perto disso, conforme antecipado por este jornal - estão as contratações do avançado Hassan e do guarda-redes Ederson, outros elementos do plantel vila-condense treinado por Pedro Martins.

Para já, a grande prioridade da SAD benfiquista foi garantir os serviços do guardião brasileiro - também Ederson (21 anos) tinha passado pelos escalões de formação das águias - e do ponta de lança egípcio (22 anos), colocando a hipótese Diego Lopes noutro patamar.

Bem documentado sobre a evolução do médio criativo que tanta influência teve na última derrota dos encarnados na Liga (2-1, em Vila do Conde), o emblema da Luz está em campo, com o presidente Luís Filipe Vieira em conversações com o empresário Jorge Mendes, influente no Rio Ave e patrão da empresa (Gestifute) que representa Diego Lopes, à semelhança do que acontece com Ederson e Hassan.

Diego Lopes chegou a Portugal em 2008 para jogar nos iniciados do Benfica. Cumprido o trajeto até ao plantel dos juniores, acabou por ser emprestado ao Rio Ave na época 2012/13, sendo reforço em definitivo do clube desde a última campanha. O seu contrato é válido até junho de 2018.