António Silva terá um clube italiano atento ao que fizer no Catar

António Silva terá um clube italiano atento ao que fizer no Catar

Juventus planeia a reconstrução do plantel e, além do central das águias, observa vários jovens no Catar.

António Silva é um dos jogadores que a Juventus está a seguir ao pormenor com vista à reconstrução do seu plantel na próxima temporada. A informação, publicada pelo jornal "Tuttosport" e confirmada por O JOGO, aponta para o acompanhamento do jogador durante o Mundial do Catar, numa decisão tomada pelos responsáveis da Vecchia Signora depois de o jovem defesa ter somado duas exibições de nível elevado (e um golo) nas duas vitórias averbadas pelo clube da Luz sobre o emblema italiano na fase de grupos da Liga dos Campeões.

A cotação de António Silva na mercado europeu continua em ascensão e a chamada aos 26 eleitos de Fernando Santos para o Mundial do Catar teve um peso importante, mas o estatuto de titular indiscutível angariado no Benfica teve uma influência determinante. Certo é que o central de 19 anos, que se estreou pela equipa principal das águias ainda com 18, é visto como essencial por Rui Costa e restantes elementos da estrutura da SAD, que recusam a venda já em janeiro e tentarão esticar a corda no final da época, beneficiando da proteção dos 100 milhões de euros inscritos no contrato do jogador como cláusula de rescisão.

António Silva, segundo acrescenta o mesmo periódico, é apenas um de vários talentos jovens que a Juventus terá debaixo de olho durante o Mundial, entrando na lista apenas mais um central, o croata Gvardiol (20 anos), do Leipzig. De resto, os responsáveis da Vecchia Signora irão seguir ainda o lateral-esquerdo Alex Baldé (espanhol de 19), do Barcelona, os médios Yunus Musah (norte-americano de 19), do Valência, e Xavi Simons (neerlandês de 19), do PSV, e os dianteiros Bukayo Saka (inglês de 20), do Arsenal, e Nico Williams (espanhol de 20), do At. Bilbao.