A época mais importante de sempre vai começar

A época mais importante de sempre vai começar
Pedro Sequeira

Tópicos

Pedro Sequeira, vice-presidente da Federação de Andebol de Portugal, membro da comissão de métodos da Federação Europeia de Andebol, membro da comissão de treino e métodos da Federação Internacional de Andebol, presidente da Confederação de Treinadores de Portugal e professor coordenador de Ciências do Desporto em Rio Maior, opina em O JOGO sobre a atualidade desportiva

Um ano e seis meses após o início da pandemia temos mais uma época desportiva (2021/22) a começar - algumas modalidades já iniciaram, mas o grosso, com especial destaque para a formação, estão agora a abrir as portas.

Nos últimos meses, o plano de vacinação e o diminuir das medidas de confinamento veio trazer esperança ao regresso de "algum normal". Sabemos que o caminho ainda é longo mas vamos começar a nova época desportiva com um pouco mais de certezas do que a anterior. Os certificados de vacinação, recuperação ou de testagem e o acesso a testagem certificada em diversos locais, alguns até de forma gratuita, assim como as normas atualizadas da DGS, irão permitir que as diversas modalidades possam voltar a ser praticadas sem restrições.

Mas isto significa então que tudo no Desporto será como antes da pandemia? A resposta não é simples. Vai depender muito de como o Desporto, mais uma vez, souber lidar com o assunto. É muito importante perceber que a exemplo do que se fazia e faz relativamente a outras doenças e lesões, que se aposte na prevenção. A higienização dos locais de treino e de competição, os balneários, os equipamentos e materiais desportivas, evitar o ajuntamento de atletas, treinadores e dirigentes em locais pequenos e pouco arejados, o número de adeptos e familiares nas bancadas ou similares, a recolha dos praticantes mais jovens fora do espaço desportivo, entre muitas outras questões de foro organizacional devem ser planeadas com antecedência.

Por outro lado, é fundamental que os treinadores preparem bem os atletas para a época que se avizinha, não só do ponto de vista técnico, tático e físico (a retoma na época passada foi curta pelo que a preparação para uma que se espera mais completa obriga a preparação muito cuidadosa e adaptada) mas, acima de tudo, do ponto de vista psicológico, pois é necessário preparar os praticantes para eventuais testes positivos que poderão interromper durante 10/14 dias a prática desportiva que tanto desejam. Ao nível dos jovens este será um ponto crítico para que não desmoralizem.

É a razão principal porque penso que a época não será "normal". Obviamente que ao nível dos seniores e da Alta Competição esta situação é, igualmente, importante, pois alguns atletas poderão ficar temporariamente impedidos de competir. E têm de ser preparados para isso. Relembro o que se passou a poucos dias dos Jogos Olímpicos quando alguns atletas a muito poucos dias do início testaram positivo (mesmo vacinados) e foram afastados da preparação. Difícil de imaginar o impacto de uma notícia destas num atleta que passou uma vida a preparar-se para os Jogos Olímpicos...

Por fim, e não menos importante (até porque já me referi a eles ao nível da organização) temos os clubes. Os dirigentes terão de criar todo um ambiente que inspire confiança e motivação para a época que se avizinha. Ao nível da formação, é importante o contacto com os pais, explicar as regras deste período que, esperamos, que seja transitório, sempre com o foco nas necessidades dos praticantes. A questão dos familiares nos treinos e nas competições nas bancadas ou próxima dos atletas deve ser muito bem gerida. O importante é os atletas poderem treinar e competir sem restrições e os pais e familiares têm de estar em sintonia com isso.

Os clubes também terão de gerir bem os apoios. As empresas estão a passar por enormes dificuldades mas muitas delas vão tentar continuar a ajudar os clubes. Mas esses mesmos clubes também podem ajudar. Há quem apoie os apoie há muitos anos. Qual o problema se esta época apoiarem menos mas os clubes mantiverem visíveis as publicidades? Desta forma ajudam e criam o tal ambiente positivo em torno do Desporto.

Não vai ser uma época fácil, mas com o empenho de todos, especialmente os dirigentes dos clubes e treinadores, será possível criar uma temporada fundamental para a retoma "o mais normal possível" de todos os praticantes desportivos.