Premium "O nacional-benfiquismo tem a perceção de que nada vai acontecer"

"O nacional-benfiquismo tem a perceção de que nada vai acontecer"

DRAGÃO DO SUL - Como não é proibido sonhar e, sendo permitido, ainda não se paga imposto, eu já comecei.

Não se deixem enganar pelo título. Ser campeão na Liga dos Campeões, estar lá e bater recordes de presenças na fase de grupos, eliminar a Roma e voltar a apanhar o Liverpool não é uma questão de juntar votos e ser eleito. É um direito que só se conquista dentro do campo, com mérito, com espírito empreendedor de classe média que se quer impor no terreno dos milionários. Somos grandes neste país, cujo nome engrandecemos com os nossos feitos.

Há um novo patamar para onde temos de olhar. Sérgio Conceição tem razão quando diz que "importante é valorizar a presença do FCP nos quartos de final". Mas permitam-me que recorde que o FC Porto está duas vezes nos "quartos". Com o Liverpool pela frente na liga maior e contra o Midtjylland (campeão dinamarquês) na Youth League, a liga dos campeões da formação. Só há, aliás, mais um clube que consegue este duplo feito: o Barcelona.