Premium A hipocrisia política no mundo do futebol

A hipocrisia política no mundo do futebol

DRAGÃO DO SUL - A divulgação dos e-mails parece ter-se tornado, para os operadores da justiça, um facto mais relevante que os alegados indícios de corrupção.

No Brasil, a violação de correspondência privada, com a agravante de ter sido feita para vazar conversas entre procuradores e um juiz, é assunto secundário. Lá, pelo que se sabe, o país está dividido em duas claques, mas é na claque dos que foram apanhados com a boca na botija que existem baixas.

Visto de Portugal, as pessoas só discutem a possibilidade do juiz Moro ter politizado a justiça. Não há claque para gerar uma discussão sobre a forma como foram obtidos os indícios de que a democracia terá sido subvertida para eleger um presidente, impedindo que outro se pudesse candidatar, depois de terem corrido com a presidente que estava em funções. Como não se discutiu a origem do vazamento de toda a informação nos Panama Papers, no Lux Leaks e em tantos outros processos idênticos. Toda a gente percebe que nem sempre os fins justificam os meios, mas há alturas em que um bem maior se sobrepõe a todos os outros. Só assim se pode chamar justiça.