Exclusivo Não basta ser sério, é também preciso parecer sério

Não basta ser sério, é também preciso parecer sério

PASSE DE LETRA - Opinião de Miguel Pedro

Ter estado no estádio na passada quinta-feira foi um privilégio: um jogo europeu em todo o seu esplendor. Os cânticos dos adeptos, bracarenses e berlinenses, animaram um jogo em que a palavra chave foi união: união, que é o nome da equipa alemã, e também união que foi o que senti, de forma acentuada, em redor de todo o plantel, do plantel com os técnicos e com os adeptos.