Premium O ódio requentado do comentador Tavares

O ódio requentado do comentador Tavares

PASSE DE LETRA - Todos sabemos que Miguel Sousa Tavares é um homem culto. Já quanto a ser inteligente...

1 Ser culto e ser inteligente são coisas totalmente distintas, ou seja, dizem respeito a características diferentes do nosso intelecto. Um homem que é culto distingue-se pelos livros que leu, os filmes que viu, as músicas que ouviu. E pelo que disso tudo se lembra. Há uma dimensão livresca ou académica no homem culto. Fala bem, usa muitas referências, dá um ar importante àquilo que diz (muitas vezes por ter tido uma educação privilegiada, própria das classes endinheiradas, permitindo o acesso aos bens culturais). Já a inteligência é uma característica intrínseca do nosso intelecto e, numa perspetiva darwiniana, é aquilo que nos faz resolver problemas, é uma ferramenta biológica que nos permite sermos humanos. A inteligência, embora sendo intrinsecamente humana, não está presente em todos os seres humanos da mesma forma e com a mesma intensidade. Por isso, há homens mais inteligentes que outros, da mesma forma que há homens mais cultos que outros. No entanto, é na inteligência que reside a capacidade (e a esperança) que temos de resistir à estupidez, à imbecilidade, à maldade, ao racismo, à xenofobia, ao totalitarismo e a todos os maus atributos do homem (enquanto indivíduo e como ser social). O homem culto, por seu lado, pode ser imbecil, néscio e mau (é icónica a imagem no filme "A Lista de Schindler" do oficial nazi que, depois de ouvir Beethoven, sai para matar alguns judeus). Ou seja, o homem culto pode não ser inteligente. Pode ser malvado, néscio, trauliteiro e arrogante. Por isso, eu, ao contrário de Marcel Proust, cada vez atribuo mais valor à inteligência: esta é a nossa defesa contra o que de mau existe no mundo. Vem este introito a propósito das recentes declarações do comentador da TVI, Miguel Sousa Tavares que, embalado pelo ódio requentado que já várias vezes demonstrou contra o SC Braga, destilou uma série de baboseiras infundadas destinadas, unicamente, a rebaixar a imagem da equipa que está a meros dois pontos atrás do clube do seu coração. As palavras dele ficam com ele. Nem me pronuncio sobre isso. Todos sabemos que o Tavares é um homem culto. Já quanto a ser inteligente...

2 Já o Proença, de nome próprio Pedro, comentador encartado do mesmo canal televisivo, esse nem inteligente, nem culto...