Premium Quem tem medo da eurodeputada Ana Gomes?

Quem tem medo da eurodeputada Ana Gomes?
Miguel Carvalho

Tópicos

BOLA DE TRAPOS - O cronista Miguel Carvalho escreve hoje em O JOGO sobre a eurodeputada Ana Gomes, cuja intervenção em defesa de Rui Pinto tem abalado alguns alicerces do futebol e da Justiça.

Existe, no território comanche da política, da economia, do futebol e do comentário, uma atividade praticada com denodo e afinco: o "tiro" a Ana Gomes. Faça o que fizer, diga o que disser, a eurodeputada do PS é tratada como a tolinha de serviço. Desprovida de tato, desembestada e insensível aos códigos matreiros tecidos por laços familiares e de sobrevivência, a antiga embaixadora de Portugal em Jacarta não fez grandes amigos desde que ajudou a resgatar Timor-Leste à Indonésia. A corte, nas suas afamadas castas e serviçais, gosta tanto dela como daquela tia desparafusada que está a mais, provoca vergonha alheia e nunca diz o que o decoro, a união do clã e a planície das conveniências recomendariam.

Fora do universo socialista é desprezada, dentro de casa é mal-amada, qual espécie de jogador com queda para marcar golos na própria baliza.