Premium Javardos, diplomatas e o "estádio" da nação

Javardos, diplomatas e o "estádio" da nação
Miguel Carvalho

Tópicos

BOLA DE TRAPOS - O cronista Miguel Carvalho escreve hoje, em O JOGO, sobre o insulto do diplomata Seixas da Costa a Sérgio Conceição, treinador do FC Porto.

Um dos insultos mais inflamados que me lembro de ouvir num estádio de futebol é todo ele um tratado sociológico: "És um urso, ó boi!", gritou, certo dia, o meu parceiro de bancada, desesperado com a caterva de disparates da equipa de arbitragem. Quem alguma vez jogou peladinhas com amigos ou ferveu a defender as suas cores, sabe que, excetuando os casos freudianos ou de polícia, insulto é vírgula ou muleta da linguagem, sobretudo a norte. Desconheço a que temperatura estala o verniz nas civilizadas arenas da capital, nas chancelarias e parlamentos mundiais, mas sei pelo menos isto há muito tempo: o decoro político-diplomático é um produto de contrafação que alguns vendem como sendo de marca.