Exclusivo Um jogador não serve só para fazer ou varrer balneários

Um jogador não serve só para fazer ou varrer balneários
Miguel Guedes

VELUDO AZUL - Opinião de Miguel Guedes

O cheque não chegou no fim do mês, contra todas as expectativas.

Somaram-se dias de incerteza e semanas atribuladas para alguns jogadores, cabeça na porta de entrada de clubes que se anunciavam como quase certos e dos quais se esperava, apenas e tão só, o acerto final que viria nos últimos dias de Agosto, como que inevitavelmente, após a resolução das derradeiras pontas soltas do mercado de verão.